© 2019 Rio Patinação. Todos os direitos reservados.
Please reload

Recent Posts

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Featured Posts

10 Dicas para uma alimentação infantil saudável | Nutricionista: Gabriela Kapim

January 29, 2018

Se nem todo mundo domina o segredo de fazer os filhos comerem alimentos saudáveis, a nutricionista Gabriela Kapim, apresentadora de "Socorro! Meu filho come mal", programa transmitido pelo canal GNT pode te ajudar!

 

Lembrando que o acompanhamento de um nutricionista é indispensável, principalmente para crianças que praticam atividade física diária!

 

01 - Alimentação é, acima de tudo, um gesto de afeto e carinho!

Ou seja, o importante é a mãe entender que se oferece alimentos saudáveis, está fazendo um bem ao filho. E não o contrário.

 

02 - Alimentação consciente é uma questão de educação!

Comer bem e de forma saudável se aprende em casa e desde cedo!

Pode a criança não escovar os dentes? Não. Então também não pode a criança não comer uma fruta"

 

03 - Comida não é moeda de troca! Não pode haver negociação entre comida e brinquedo, passeio, festa...

A criança começa a não comer bem para chamar a atenção dos pais, e eles acabam negociando com bens materiais. E não é essa a moeda que as crianças estão pedindo

 

04 - O prato precisa ter 5 cores diferentes

Segundo ela, são quatro categorias de alimentos que é necessário ter no prato. Leguminosos (feijão, grão-de-bico, lentilha); cereal (arroz, trigo, cevada, aveia); proteína (frango, carne, peixe, ovo) e vegetais (hortaliças e verduras).

 

05 - Os pais são sempre o melhor exemplo para os filhos. Atenção ao que você come na frente do seu filho!

"A família é o maior exemplo da criança"

 

06 - A hora da refeição deve ser um momento de reunir a família!

Esse momento faz parte de uma boa rotina alimentar

 

07 - Nada de televisão, tablet, videogame ou celular ligados durante as refeições!

Segundo a nutricionista, se a criança se alimenta vendo TV ou brincando com o celular, o cérebro não registra o que está sendo ingerido

 

08 - Para não gostar de um alimento, a criança precisa experimentar várias receitas! Às vezes, a forma de se preparar o alimento muda a aceitação da criança.

Para a criança reconhecer que não gosta de cenoura, por exemplo, é preciso que os pais ofereçam a cenoura em dez maneiras diferentes

 

09 - Se a criança não estiver com fome, não precisa comer. Mas não pode comer outra coisa antes da refeição!

A tática é: se a criança não quer comer naquela hora, tudo bem. Mas na hora de comer, deve ser a refeição

 

10 - As regras são para todos os membros da família!

"Não vale querer que a criança coma três tipos de frutas se a família não come uma!"

 

*Informações retiradas do site GNT. 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Follow Us